Você pode não saber, mas o setor alimentos é uma grande oportunidade profissional para Médicos Veterinários!

Vem ler esse artigo e entender quais são as formas de trabalho/contratação, quais as competências esperadas do profissional e ainda como estar preparado!

A Veterinária vai muito além da clínica

A primeira legislação para a regulamentação da profissão de Médico Veterinário no nosso país data de 1933, ainda na Era Vargas.

Podemos considerar, então, que é uma profissão relativamente antiga, e engana-se quem pensa que a área de atuação do Médico Veterinário fica restrita somente a clinicar.

Este profissional tem várias opções de emprego, seu campo de trabalho é amplo, abrangendo diversas áreas, por isso é importante estar atento às boas oportunidades também no setor de alimentos.

A atuação no setor de alimentos é garantida por lei

O artigo 5° do capítulo II da lei 5.517 de 23 de outubro de 1968, que dispõe sobre o exercício da profissão de Médico Veterinário no Brasil, define que “é da competência privativa do Médico Veterinário o exercício das seguintes atividades e funções a cargo da União, dos Estados, dos Municípios, dos Territórios Federais, entidades autárquicas, paraestatais e de economia mista e particulares: a inspeção e a fiscalização sob o ponto de vista sanitário, higiênico e tecnológico dos matadouros, frigoríficos, fábricas de conservas de carne e de pescado, fábricas de banha e gorduras em que se empregam produtos de origem animal, usinas e fábricas de lacticínios, entrepostos de carne, leite, peixe, ovos, mel, cera e demais derivados da indústria pecuária e, de um modo geral, quando possível, de todos os produtos de origem animal nos locais de produção, manipulação, armazenagem e comercialização”.

O Médico Veterinário tem, portanto, a missão de garantir a saúde dos seres humanos, assegurando que não haverá risco de transmissão de doenças pelo consumo de produtos de origem animal, ou seja, a sua atuação é essencial na cadeia de produção.

Durante a graduação o Médico Veterinário adquire conhecimentos técnicos para atuar desde a sanidade e bem-estar animal (para que se tenha uma boa matéria prima) até a atuação nas indústrias na implementação dos programas de autocontrole, destacando-se, dessa forma, dos demais profissionais.

O emprego pode estar no setor de alimentos

Assim, com a constante expansão do setor do agronegócio nos últimos anos, também há, em paralelo, a expansão do setor alimentício, em que o Médico Veterinário desempenha um papel relevante, podendo portanto encontrar emprego por meio da posse em concurso público ou no setor privado da indústria de alimentos.

Setor público

A carreira pública tem como principais vantagens:

  • o retorno financeiro;
  • a não exigência de experiência prévia;
  • a aposentadoria integral;
  • a estabilidade do servidor.

O Médico Veterinário pode atuar como Auditor Fiscal Federal, Fiscal Estadual e Fiscal Municipal, nos serviços de inspeção. Nestes casos, a função no emprego será basicamente a mesma.

O profissional será responsável pelos exames “ante mortem” dos animais (a fim de atestar sua higidez) e “post mortem” das carcaças (para avaliar se estão aptas ao consumo humano, decidindo se haverá descarte, aproveitamento total, condicional ou parcial) e ainda será responsável pela fiscalização da matéria prima e de seus produtos derivados, como nos casos do leite, dos ovos e do mel (com o propósito de garantir a qualidade microbiológica do produto final, bem como evitar também casos de fraudes e adulterações).

Os candidatos interessados em ingressar na carreira pública devem passar por um concurso público, que é um processo seletivo no qual uma ou mais provas irão avaliar os seus conhecimentos.

Tais provas podem incluir noções de informática e raciocínio lógico, além de língua portuguesa e conhecimentos específicos. Portanto, quanto mais cedo o profissional começar a se preparar para um concurso, mais chances ele terá de conseguir a vaga desejada.

Leia também: Como estudar sozinho e ser aprovado com segurança em concurso público – as 04 etapas que ninguém te conta!

Esta preparação envolve um cronograma de estudos, incluindo, por exemplo, a análise do edital, a resolução de exercícios e a leitura de legislações específicas.

Kit Cronograma de estudos para veterinários

Vale ressaltar que nem todos os cargos no setor público são providos por meio de concurso; existem também, em menor número, os cargos de confiança e os cargos políticos, que ocorrem por nomeação.

Setor privado

Outra opção de emprego para o Médico Veterinário na área de alimentos é no setor privado.

O profissional poderá atuar como responsável técnico (RT) ou consultor em segurança de alimentos, como profissional contratado da empresa ou como profissional autônomo em estabelecimentos que comercializam e manipulam alimentos, tais como supermercados, hortifrutigranjeiros e restaurantes.

O Médico Veterinário será responsável não só por verificar as condições de preparo dos alimentos (como a temperatura, a higiene do ambiente e dos funcionários) mas também por garantir toda a documentação e processos necessários para o funcionamento do estabelecimento:

  • implantando e registrando ações de controle de pragas;
  • desenvolvendo o manual de boas práticas de fabricação
  • realizando o treinamento dos funcionários, por exemplo.

Neste setor há ainda mais uma oportunidade de emprego para o Médico Veterinário: a possibilidade de trabalhar em frigoríficos, laticínios e outras indústrias de alimentos de origem animal, geralmente como supervisor, coordenador ou gerente da Garantia da Qualidade.

Nestes locais, as atribuições do Médico Veterinário resumem-se em implementar os programas de autocontrole e outras normas, como as ISO, e supervisionar os processos de produção, além de atuar nos laboratórios (físico químico e/ou microbiológico) de análise de alimentos.

A demanda do setor

Entretanto, apesar da demanda, percebe-se que ainda há uma certa carência de profissionais Médicos Veterinários especializados para trabalhar na área de alimentos.

Em entrevista realizada para um informativo do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), o Auditor Fiscal Federal Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Dr. Ricardo Moreira Calil, afirma que “a atuação do Médico Veterinário na inspeção de alimentos aumentou nos últimos anos, mas existe um grande espaço não preenchido que vem sendo ocupado por outros profissionais, nem sempre com a formação acadêmica apropriada para a função”, destacando ainda que há fundamental necessidade das instituições de ensino prepararem os estudantes para atuarem neste segmento.

O preparo para garantir a vaga

Como vimos, o setor alimentício merece atenção: é importante para a economia, é uma área pouco explorada pelos Médicos Veterinários e necessita de profissionais qualificados.

Assim, podemos destacar a importância da preparação do profissional que está em busca de emprego nesta área, seja no setor público ou no privado.

O candidato precisa estar em constante atualização, uma vez que as legislações pertinentes à área sofrem atualizações e mudanças, como aconteceu nos casos do Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA) e do selo arte.

Dessa forma, a melhor maneira de garantir o emprego dos sonhos é através de estudo e atualizações, inscrevendo-se em cursos preparatórios para concursos públicos, ou cursos de capacitação na área escolhida ou então em cursos de pós-graduação.

Assim, o veterinário se tornará um profissional mais competente e completo para poder enfrentar com qualificação e tranquilidade a concorrência e os desafios da profissão.

Infográfico oportunidades na indústria

Conheça através desse Infográfico as oportunidades para profissionais da Área de Alimentos!

Autoria da redatora do Ifope:

Larissa Iyomasa 

Posts Relacionados