Com a grande competitividade no mercado de trabalho, buscar alternativas para se destacar é primordial. Uma pós-graduação, por exemplo, pode ser o diferencial entre um currículo e outro.

Agrônomo, saiba qual a importância de ter uma pós-graduação no seu currículo e o que isso pode influenciar nos concursos públicos.

A carreira

A carreira na área de Agronomia é considerada uma das cinco profissões do futuro, pois ela representa inúmeras oportunidades para quem está pensando em seguir esse caminho profissional. 

O setor primário, onde está incluso a atividade agrícola, tem se mostrado bastante dinâmico, por ser um mercado consistente, que cresce cada dia mais.

Para quem pretende seguir nessa carreira, o agronegócio apresenta uma variedade de segmentos, que podem ser divididos em agricultura, pecuária, extrativismo, caça e pesca, cada um com suas características e representatividade no mercado brasileiro. 

Com todas essas opções, a demanda por profissionais capacitados e especializados para trabalhar em cada setor do agronegócio cresce a todo momento, mostrando o quão importante é o conhecimento para o profissional e os motivos pelos quais vale a pena investir nos estudos, principalmente na Pós-graduação.

O que é uma Pós-graduação?

A Pós-graduação é uma especialização, ou seja, tem como objetivo aprofundar os conhecimentos em determinado segmento na área de formação original, direcionando a graduação.

Neste caso, se você é formado em Agronomia, tem a oportunidade de se especializar em diversas áreas deste setor, visto que a pós-graduação tem um enfoque técnico-profissional.

Geralmente os cursos de Pós-graduação tem duração de 12 a 18 meses, dependendo da frequência das aulas, pois a carga horária mínima para esses cursos é de 360 horas

O profissional poderá cursar uma Pós-graduação via modalidade presencial ou EAD (ensino à distância) parcialmente ou totalmente online, conforme a disponibilidade e o interesse do aluno.

Leia também: Como a tecnologia EAD está mudando a carreira dos profissionais

O ensino à distância é uma ótima opção para aqueles profissionais que optam por uma rotina com horários mais flexíveis, ou para aqueles cuja distância e tempo, impeçam de participar de aulas presenciais toda semana. 

Importância da Pós-graduação na carreira

Com um mercado cada vez mais competitivo e exigente, os conhecimentos adquiridos na graduação, apesar de serem fundamentais, já não são mais suficientes para formar um Engenheiro Agrônomo completo, que possa oferecer serviços e ideias inovadoras para solucionar os problemas encontrados e alavancar a produção agrícola. 

A pós-graduação é um excelente recurso para quem busca uma recolocação profissional, já que esse diferencial permite uma atualização constante, além de ampliar a rede de contatos. 

Quando o profissional busca por uma especialização, de certa forma, ele está demonstrando interesse e iniciativa em adquirir novas experiências e renovar seu conhecimento, destacando-se dos demais, pois os profissionais de sucesso são aqueles capazes de se reinventar e de assumir novos desafios na carreira.

Além de que, no cenário atual, a preferência dos recrutadores está cada vez mais relacionada aos profissionais que possuem algum diferencial na área que pretendem atuar.

A experiência adquirida nesses cursos facilita a chegada do profissional ao topo da carreira, enriquecendo seus currículos, e muito mais que isso, abrindo inúmeras oportunidades com ótimos salários. Portanto, ter uma pós-graduação configura-se como uma alternativa para aqueles profissionais que pretendem sair da inércia.

Pós-graduação x Concursos públicos

Que a pós-graduação é um ótimo recurso para alavancar a carreira e oferecer ótimas oportunidades a gente já sabe, mas o que isso tem a ver com concursos públicos?

Lista Concursos Agrônomos
Confira a lista dos melhores concursos para Engenheiros agrônomos (atualizada semanalmente)

Em diversas áreas profissionais, a pós-graduação tem um grande peso em processos seletivos e concursos públicos, isso porque, aumentam as chances do candidato ser aprovado e conquistar o tão sonhado cargo. 

A chamada prova de títulos em concursos e processos seletivos avalia o currículo do profissional que está concorrendo a vaga. Aparentemente, essa pontuação não parece ser tão significante, mas quem não possui um currículo diferenciado, simplesmente não pontua nesse quesito e corre o risco de ser desclassificado. 

Um ótimo exemplo a ser citado é o concurso público do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que em alguns certames, além da prova objetiva e discursiva, teve também a prova de avaliação de títulos com caráter classificatório.

Dependendo do cargo público pretendido pelo candidato a exigência é ainda maior e ter uma especialização na área é essencial, não só para pontuar na prova de títulos, mas para determinar a remuneração do profissional, já que muitos cargos públicos oferecem uma bonificação dependendo do nível de formação.

Autoria da redatora do Ifope:
Karina Rosalen

Gire a roleta e tente a sorte!

  • Sem nenhuma pegadinha!
  • 1 rodada por e-mail
  • Basta digitar seu e-mail e girar
Gire e Ganhe